Estratégias Fitness para as Férias

Férias não são significado de desleixo total nem sinónimo retrocesso obrigatório no nosso corpo. Com simples estratégias podemos tornar algo previsivelmente catastrófico numa semana de relaxe e recuperação física e mental.
05.07.2016

Chegaram as férias, finalmente após um ano inteiro a trabalhar e a estudar é tempo de usufruir de um merecido descanso e talvez “mostrar” algo do trabalho feito no ginásio durante estes últimos meses.

O problema chega agora: uma semana sem treinar, alguma festa, muita agitação e pouco controle na dieta vão estragar todo o esforço feito durante o ano, pensará o entusiasta fitness comum, mas esse não precisa ser o caso.

As ferias podem servir como um já necessário descanso mais prolongado que apenas o fim de semana, ou muitas vezes apenas o Domingo, para quem treina o ano inteiro. Uma pausa para recuperar as articulações, descansar o Sistema Nervoso Central e quem sabe um impulso motivacional para uma nova fase de treino.

Não será uma semana no ano que ditará o resultado do esforço das restantes, por isso não precisamos stressar acerca do facto de não podermos treinar nas férias.

Agora, não vamos tornar uma semana de relaxe numa semana de completo deboche pois assim sim podemos retroceder bastante, então o que poderemos fazer para minimizar “danos” das férias no nosso físico?

Estratégias simples a nível alimentar e de atividade física podem ditar o resultado das férias como um descanso produtivo ao invés de uma “catástrofe”.

Então o que fazer:

–        não se exceder no consumo calórico: nestes dias podemos privilegiar saladas e comidas leves para cobrir o excesso procedente de algum doce ou gelado que possamos consumir esporadicamente durante este período que deve ser um período de alguma liberdade porque senão o propósito de férias é completamente deturpado;

–        manter alguma atividade física ligeira: nesta fase de férias surgem diversas opções de atividade física, caminhadas pela praia, jogar futebol na praia, voleibol, nadar, até dançar. Qualquer destas atividades permitem manter o metabolismo ativo e combater alguma acumulação de gordura e perca de músculo que possam advir respetivamente do excesso calórico e falta de treino;

–        moderar o consumo de álcool: pois o consumo de álcool tem diversos efeitos negativos quer a nível de acumulação de gordura e manutenção da massa muscular;

 

Imaginemos o caso de um individuo que vai de férias, está relativamente em forma, nessa semana só come sandes, bolos, fritos e afins “estou de férias que se lixe” é o pensamento em movimento, depois todas as noites bar e discoteca, muito álcool e muitas horas sem comer, no final da noite embriagado o único que se consegue comer será algo de fast food e um refrigerante cheio de açúcar.

Chega o dia seguinte, acorda de ressaca, só apetece comer mais comida do género e nem sequer apetece sair da cama.

Qual se supõe que seja o resultado a nível de forma física deste individuo? Tendo em consideração um metabolismo dito normal a forma física ver-se-à deveras comprometida, na maioria das vezes diminuição da massa muscular e aumento da gordura corporal.

No caso do individuo que seguiu as dicas apresentadas o seu físico pouco ou nada se alterará, ou no pior dos cenários ficará um pouco mais vazio e com menos tonus muscular.

Então umas férias não precisam ser um drama mas sim um escape e um descanso para corpo e mente de forma a repor energias para enfrentarmos o próximo ano de treino, bem como a vida pessoal. Basta seguir as guias expostas para poder aproveitar as férias com o mínimo de mazelas físicas quer a nível de ganhos de gordura quer a nível de perca de massa muscular.

 

----------

José Quinta
www.bodyperfect.pt


O que melhorarias neste artigo?




O conteúdo podia ser...





Cancelar

GOSTAS DESTE ARTIGO?