A DIETA CETOGÉNICA (parte 2: benefícios e impacto na performance fisica)

Existem diversos tipos de dietas no mundo do fitness, mas uma em especial tem captado a atenção de cada vez mais atletas como não apenas uma forma de atingir o nível físico desejado, como também preservar a saúde

18.01.2017

A Dieta Cetogénica é conhecida por ser uma dieta baixa em hidratos de carbono, alta em gordura e moderada em proteína na qual o corpo produz cetonas no fígado para serem usadas como principal fonte de energia na ausência de glicose, o que se traduz em diversos benefícios para o corpo adventes desta condição, tais como:

  • Baixar colesterol: uma dieta cetogénica mostrou melhorar os níveis de triglicéridos e os níveis de colesterol mais associados com o acúmulo arterial de gordura;
  • Perda de peso: dado que o corpo está a queimar gordura como principal fonte de energia, estaremos essencialmente a usar os nossos depósitos de gordura como fonte de energia, enquanto em estado de jejum;
  • Açúcar sanguíneo: muitos estudos demonsstram a diminuição do colesterol LDL ao longo do tempo em que se cumpre esta dieta e têm mostrado a mesma como uma arma eficaz para eliminar doenças tais como a diabetes de tipo 2;
  • Energia: ao fornecermos ao corpo uma fonte de energia melhor e mais confiável, iremos sentir-nos mais energéticos durante o dia. As gorduras foram consideradas como sendo as moléculas mais eficazes para queimar como combustível;
  • Fome: a gordura é naturalmente mais saciante que os hidratos de carbono e deixa-nos cheios e saciados por muito mais tempo;
  • Acne: diversos estudos recentes demonstraram uma queda no acne e na inflamação da pele ao longo de 12 semanas em dieta cetogénica.

A nível de performance física podemos observar algumas limitações no desempenho quando começamos uma dieta cetogénica, mas como o corpo se adapta totalmente ao uso de gordura como principal fonte de energia ao fim de pouco tempo, toda a força e resistência retornarão também ao normal ao fim do mesmo período.

Muitas pessoas questionam-se se os hidratos de carbono são realmente necessários para construir tecido muscular, e na verdade não são algo essencialmente indispensável para o processo ocorrer.

Na verdade, as nossas reservas de glicogénio podem ser recarregadas mesmo enquanto seguimos uma dieta cetogénica. A cetogénica é de facto uma óptima forma de construir músculo, mas a ingestão de proteínas será a chave aqui. Sugerimos que se estamos a tentar ganhar massa muscular, deveremos tomar cerca de 2 a 2,5 gramas de proteína por kilograma de massa corporal magra. Ganhar massa muscular pode ser mais lento numa dieta cetogénica, mas isso acontece porque a gordura corporal total não está aumentando como o faria numa dieta dita normal de culturista, mais rica em hidratos de carbono.

As pessoas muitas vezes argumentam que o desempenho é afectado quando seguimos uma dieta cetogénica, mas isso não corresponde completamente à verdade. Foi realizado um estudo em ciclistas treinados que seguiam em uma dieta cetogénica durante 4 semanas. Os resultados demonstraram que a resistência aeróbia não foi comprometida de forma alguma, e a massa muscular manteve-se a mesma que quando começaram. Os seus corpos adaptaram-se através da cetose, limitando a glicose e as reservas de glicogénio, e as gorduras passaram a ser usadas como fonte predominante de energia. Foi realizado outro estudo em 8 ginastas profissionais que obtiveram os mesmos resultados que os ciclistas.

Ambos os grupos foram alimentados com uma dieta rigorosa de vegetais verdes, proteínas e gorduras de alta qualidade. Assim, mesmo se estivermos a realizar longas sessões de cardio - uma dieta cetogénica é comprovado vezes ser conta ser bastante efectiva. O único tempo real em que a cetose pode provocar perda de desempenho é em exercícios que necessitam de uma acção explosiva. Se necessitarmos de um pequeno impulso no desempenho durante estes movimentos explosivos, podemos fazer um pequeno “carb-up”, comendo 25-50g de hidratos de carbono de assimilação rápida cerca de 30 minutos antes da sessão de treino.

Escrito por:

José Quinta

José Quinta


O que melhorarias neste artigo?




O conteúdo podia ser...





Cancelar

GOSTAS DESTE ARTIGO?