Estratégias Nutricionais: Consumo de Batido de Proteína antes do Treino

Se não consumirmos proteína suficiente, não importa quando o fazemos, mas a partir do momento que obtemos a quantidade suficiente, o quando e o tipo de proteína torna-se uma arma indispensável para ganhar massa muscular.
11.11.2017

Por norma as pessoas tomam o batido de proteína depois do treino, pois após o exercício de resistência, as taxas de síntese e de degradação de proteínas estão elevadas, ou seja, tanto estamos a estimular o crescimento de novo músculo como a retirar aminoácidos do tecido existente. Sem um aumento dos aminoácidos no sangue para alimentar o processo de síntese, a degradação da proteína permanecerá elevada e poderá resultar num "equilíbrio proteico" negativo.

Pensemos no saldo da proteína ingerida como uma conta bancária, se for positiva iremos ao longo do tempo ganhar massa muscular, se for negativa perderemos, assim de simples, por isso é recomendado o consumo de um batido de proteína apos o treino, dado que a proteína de soro do leite (Whey Protein nas suas diversas formas: concentrada, isolada ou mesmo hidrolizada), pela sua rápida absorção e biodisponibilidade, o que pode ajudar a amplificar a resposta de síntese proteica e aumentar a quantidade de novas proteínas depositadas, muitas vezes em maior grau do que apenas o exercício de resistência sozinho, sugerindo o equilíbrio a seu favor e pode aumentar sua massa muscular ao longo do tempo.

Aqui é onde fica interessante: se sabemos que as proteínas musculares se quebram ao longo de uma sessão de treino, é razoavelmente certo supor que ingerir aminoácidos ou um batido de proteína antes do treino poderá ser também bastante benéfico, fornecer aminoácidos ao corpo antecipadamente pode realmente diminuir a quebra muscular provocada pelo exercício. Juntemos isso ao aumento da síntese de proteína que ocorre naturalmente após o exercício e melhoraremos exponencialmente a capacidade de construir massa muscular.

"Obter proteína suficiente" é a mensagem principal aqui. Mas dado o quão profundo é o impulso na síntese de proteínas musculares após o exercício de treinamento de resistência com pesos, podemos argumentar que ainda poderemos aumentar este impulso ao adicionar um batido de proteína prévio ao treino para garantir um fluxo contínuo e suficiente de aminoácidos na altura mais anabólica do dia.

Certifiquemo-nos de entender como o corpo também manipula a proteína. A proteína requer bastante energia para ser digerida, então, se tomarmos demasiada quantidade antes de treinar, estaremos a desviar o fluxo de sangue para o sistema digestivo, bem longe dos tecidos que mais queremos “alimentar” neste período de tempo.

Outra questão que se coloca são os possíveis problemas gastrointestinais que podem ocorrer, particularmente com doses mais altas, consumidas muito perto de um treino intenso. Se o pré-treino significa que teremos um rendimento fraco no ginásio por ter medo de vomitar, ou se nos faz sentir cheios e mal dispostos, então já prejudicou mais do que potencialmente poderia beneficiar, portanto recomendamos começar com uma dose baixa de Iso Whey Zero ou Hydro Whey Zero, não mais de 20-30 gramas e consumir este batido pelo menos 30 minutos antes do treino (entre 30 a 60 minutos, o tempo exacto varia de pessoa para pessoa) minutos antes do treino. Após a adaptação a esta nova rotina, devemos experimentar tanto com a dose e o tempo que deixamos entre a toma da proteína e do treino para percebermos qual a melhor forma de o fazer no nosso caso individual, mas no geral o ideal será tomar entre 20 e 30 gramas de proteína 30 a 45 minutos antes do treino e após o mesmo como que dobrar essa dose, ou seja de 40 a 60 gramas de proteína logo após o final do treino.

Escrito por:

José Quinta

José Quinta


O que melhorarias neste artigo?




O conteúdo podia ser...





Cancelar

GOSTAS DESTE ARTIGO?