Os resultados benéficos do ácido linoleico conjugado e dos comprimidos CLA

Saiba mais sobre o ácido linoleico conjugado, chamado de comprimido CLA: como ele contribui para o aprimoramento dos processos metabólicos e de que maneira você deve usá-lo para alcançar o sucesso.

24.09.2019

Os resultados benéficos do ácido linoleico conjugado e dos comprimidos CLA

Para conseguir perder peso, é crucial fornecer ao corpo menos energia do que ele gasta, pois assim a consequente falta de energia será compensada com as reservas do nosso corpo, contribuindo para a decomposição da reserva de gordura; e cada falta de energia pode ser controlada com a ingestão dos nutrientes corretos. Os suplementos nutricionais podem ser ótimos para nos ajudar a controlar o consumo de calorias por sua influência na redução do apetite ou contribuindo para um gasto maior de energia com ou sem a prática de exercícios, por exemplo.  O comprimido CLA também serve como um excelente auxiliar caso você queira perder peso — seja uma perda pequena, seja uma perda grande. Ao ler este artigo, você vai aprender o que é o comprimido CLA, para que ele serve, como ele funciona e como você deve usá-lo para alcançar a máxima eficiência.

O que é CLA?

O que é CLA?

CLA é a abreviação inglesa para ácido linoleico conjugado. O ácido linoleico é um ácido graxo, e seu nome vem da palavra “linho”, embora o linho não seja a única fonte desse tipo de ácido. Conjugado significa integrado.

O óleo de linhaça é feito de linhaça, que é uma fonte bem conhecida de um dos ácidos graxos poli-insaturados mais eficientes. Portanto, o CLA é uma fonte de ácidos graxos poli-insaturados essenciais.


Para que serve o CLA?

Devido ao imenso consume de carne de origem animal, assim como aos atributos de alguns óleos vegetais que os tornam não resistentes ao calor, nós consumimos uma quantidade muito pequena de fontes de ácidos graxos essenciais que seriam importantes para o nosso corpo por diversas razões. Embora as gorduras tenham sempre sido inimigas do cardápio alimentar e nós sempre queiramos nos livrar delas de primeira para perder peso, também é importante saber que nós devemos consumi-las para preservar nosso metabolismo e o seu funcionamento correto. O consume de gorduras — e mais especificamente de gorduras essenciais — é muito importante por diversas razões, como a limpeza das nossas veias, a circulação correta do sangue, a absorção de vitaminas, o funcionamento do sistema nervoso e para diversos outros fins.

O tecido muscular é um dos componentes do nosso corpo que possui a maior exigência energética. Essa característica do tecido muscular é extremamente favorável pois, caso tenhamos músculos maiores, poderemos ingerir mais calorias.  Entretanto, se não receber a quantidade adequada de energia, o corpo também irá decompor o tecido muscular. O que significa que se queimarmos nosso sistema muscular, nossa massa gorda não irá diminuir suficientemente. Esse é o momento em que o CLA pode assumir um papel eficiente pois, devido ao seu índice de ácidos graxos, ele ajudar a manter e preservar a massa muscular durante uma dieta.

As pesquisas revelaram que, nas pessoas que usaram o comprimido CLA, a absorção de gordura e o crescimento da massa gorda diminuiu, e a queima de gordura ficou mais rápida. O controle metabólico de gorduras e proteínas melhorou, e se desenvolveu uma massa muscular mais magra.

De acordo com as pesquisas, as células de gordura não cresceram entre as pessoas que usaram o CLA, provavelmente porque o suplemento evitou que as enzimas responsáveis pela produção de células gordas trabalhassem.

As pesquisas apresentaram ótimos resultados em relação a pessoas que praticam esportes e usam os comprimidos CLA, assim como em relação aos que não praticam exercícios. A porcentagem de gordura corporal diminui em ambos os grupos; entretanto, também houve um crescimento muscular aparente no grupo dos que estavam praticando esportes.

O efeito do CLA faz com que o corpo comece a distinguir a gordura corporal armazenada, a qual usamos como energia durante os exercícios e a nossa rotina diária. Nesse sentido, caso nenhum exercício seja feito, o resultado não será significativo e a eficiência cairá consideravelmente. Concluindo: é melhor usar o comprimido CLA junto à prática de exercícios.

Os resultados benéficos do CLA

1. Queima de gordura:

Como foi mencionado anteriormente, o CLA ajuda a decompor as gorduras armazenadas e as usa como fonte de energia, o que contribui para o processo de queima da gordura. Além disso, sua contribuição ao aumento de massa muscular também melhora a eficiência do próprio CLA, pois a exigência energética do corpo aumenta e, consequentemente, a reserva de energia da massa muscular anterior aumenta a escassez energética, o que resulta em mais perda de peso; isso apenas caso a dieta esteja sendo feita corretamente. O CLA também diminui os níveis de insulina no corpo, e como esse é o hormônio responsável pelo armazenamento, a quantidade de componentes calóricos armazenados dos alimentos ingeridos diminuirá, e eles serão utilizados de maneira mais eficiente durante a prática de exercícios e de esportes.

2. Asma:

O CLA aumenta os níveis das enzimas DHA e EPA presentes no nosso corpo, e como elas são ácidos graxos da família ômega 3, elas são especialmente úteis no funcionamento do corpo. Esses ácidos graxos estão lutando de maneira eficiente contra inflamações, o que pode ser um fator contributivo para pacientes que sofrem de asma. O estado do trato respiratório melhora, e tomar uma porção diária de 4,5 g de CLA também reduz a hiperatividade. O leucotrieno é produzido no corpo das pessoas que sofrem com asma. É um tipo de molécula de gordura no sistema imunológico que gera o broncoespasmo. O CLA contribui para a melhora das pessoas que sofrem com asma de uma forma que, sem causar danos às veias, inibe o funcionamento das moléculas que regulam a produção do leucotrieno.

3. Cancro, tumores:

Embora, até agora, apenas experimentos em animais tenham apresentado resultados positivos na diminuição de tumores cancerígenos em 50% com a ajuda do CLA, os experimentos têm sido promissores. Dentre esses tipos de tumores estavam os epidermoides, os de mama e os de pulmão. Durante os experimentos com animais, além dos resultados positivos relativos aos tumores já existentes, os pesquisadores também apontaram que a dosagem correta de CLA diminuiu o risco de formação de câncer, pois o CLA protegeu as células de se tornarem cancerígenas em circunstâncias que seriam propícias à formação de câncer.

4. Sistema imunológico:

Praticar muitos exercícios, adotar dietas pobres em nutrientes e a grande quantidade de substâncias que entram em nosso corpo são fatores que prejudicam muito o nosso sistema imunológico. Nosso corpo dá sinais de seu estado de exaustão por meio da fadiga e da maior susceptibilidade em contrair certas doenças, como um resfriado. Os estudos mostraram que a ingestão de CLA ajuda o sistema imunológico a trabalhar de maneira mais eficiente e restringe os processos catabólicos ou, em outras palavras, destrutivos que ocorrem no corpo em caso de uma doença ou de uma febre. O uso de CLA também aumenta a resposta imunológica.

5. Pressão alta:

As doenças do sistema circulatório — além do câncer — estão entre as maiores causas de morte na Hungria. E a pressão alta devido ao estresse está começando a se destacar dentre essas doenças. De acordo com as pesquisas, o CLA pode contribuir na melhora dessa condição se usado com uma dieta apropriada; entretanto, naturalmente isso não serve para compensar uma vida estressante e o não tratamento do estresse. Ele contribui para reduzir a quantidade de gordura do corpo e para restringir os níveis de triglicerídeos, que também causam o acúmulo e a contração dos vasos sanguíneos. A contração dos vasos é uma das causas do aumento da pressão sanguínea. Graças aos efeitos complexos do CLA, ele contribui para a redução da pressão sanguínea.

6. Doenças cardíacas:

No passado, já se havia demonstrado como o CLA pode contribuir para a preservação da circulação e para a suspensão do estado de deterioração. Ao reduzir os níveis do colesterol e dos triglicerídeos, o fluxo sanguíneo se torna mais regular e, consequentemente, o fluxo de oxigênio e de nutrientes também se torna mais eficiente; e o CLA contribui para esses efeitos. O uso desse suplemento também diminui o risco de doenças cardiovasculares relacionadas a um quadro de resistência à insulina.

7. Ganho de músculos:

O CLA aprimora o metabolismo basal, contribuindo para o consumo diário de energia e diminuindo a massa gorda. Entretanto, os estudos mostraram que a redução da massa gorda não acompanha a redução total da massa corporal. Isso acontece porque o CLA ajuda e auxilia no crescimento da massa magra, o que resulta em uma melhor proporção músculo/gordura. Assim, com o crescimento da massa muscular, a exigência e consumo calóricos também aumentam no corpo, e a prática de esportes aumenta a definição e a estética dos músculos.

Quais tipos de alimentos contêm CLA?

Quais tipos de alimentos contêm CLA?

O CLA pode ser encontrado em inúmeros alimentos que normalmente ingerimos no dia a dia. No entanto, ele representa uma pequena quantidade de do índice de gordura nesses alimentos. Se dermos uma olhada na quantidade de CLA que existe no índice de gordura de certos alimentos, vamos perceber que só conseguimos adquirir a quantidade de CLA necessária para aproveitar seus resultados benéficos se comermos muita gordura. E de jeito nenhum isso resultaria em um consumo exagerado de gordura. Contudo, mesmo que, na teoria, seja possível ingerir uma quantidade suficiente de CLA por meio dos alimentos, na prática isso resultaria em uma ingestão exagerada de calorias. E é por essa razão que o uso de suplementos alimentares é particularmente eficiente nesse caso, para evitar a ingestão desnecessária de calorias. Normalmente, os alimentos de origem animal contêm CLA; entretanto, os vegetarianos também devem considerar a ingestão de CLA por meio de suplementos alimentares. A carne bovina e a de ovelha, assim como o leite de vaca e o queijo cottage contêm de 4,5 a 5,5 mg de CLA para cada 1 g de seu índice de gordura; enquanto entre os queijos, o cheddar possui a maior quantidade, a saber, 3,6 mg de CLA/1 g de gordura. Ao mesmo tempo, nem um único mg de CLA está incluso em 1 g dos índices de gordura da carne de frango ou da de porco.

Quantidade de CLA no índice de gordura de diferentes alimentos

  • Carne bovina: 4,2 mg / 1 g de gordura

  • Carne de ovelha: 5,6 mg / 1 g de gordura

  • Carne de frango: 0,9 mg / 1 g de gordura

  • Carne de porco: 0,6 mg / 1 g de gordura

  • Leite de vaca: 5,5 mg / 1 g de gordura

  • Queijo cottage: 4,5 mg / 1 g de gordura

  • Queijo cheddar: 3,6 mg / 1 g de gordura

Qual deve ser a dosagem de CLA?

Em geral, nas pesquisas, utilizou-se de 1 a 2 g de CLA. Às vezes os pesquisadores aplicavam doses acima de 3 g, e não observaram efeitos colaterais ou quaisquer melhorias nos efeitos; portanto, não é necessário aumentar a dosagem a tal ponto. Em caso de superdosagem, não se observaram efeitos tóxicos ou prejudiciais à saúde; entretanto, acelerar o metabolismo pode causar sintomas desagradáveis, assim como pode ocorrer com um nível exagerado de consumo de gordura ou de óleos.

CLA 400 - 80 cápsulas moles de gelatinaO CLA pode ser usado por um longo período devido aos efeitos positivos que tem na saúde.

Recomenda-se o seu uso nas doses detalhadas anteriormente, em períodos diferentes do dia, após duas refeições, como após o almoço e a janta ou outras refeições importantes, por exemplo.

O CLA pode ser consumido por quem tem um peso corporal saudável e quer mantê-lo ou por pessoas que queiram perder peso ou melhorar sua constituição corporal. Embora esse tipo de ácido graxo possa ser encontrado em alimentos, a quantidade acessível por meio deles não é suficiente para se alcançar o objetivo pretendido; por isso, é difícil ingerir a dose necessária apenas por meio dos alimentos. Recomenda-se que, nesses casos, seu uso seja feito em forma de suplementos nutricionais


O que melhorarias neste artigo?




O conteúdo podia ser...





Cancelar

GOSTAS DESTE ARTIGO?