Por que e como usar géis energéticos

É possível que você tenha um ganho de energia enquanto corre, pedala ou nada? Mostraremos como os géis energéticos podem melhorar seu desempenho!

03.04.2019

Por que e como usar géis energéticos?

Várias plataformas de mídias estão discutindo soluções disponíveis para atletas de resistência para manter seus níveis de energia durante um exercício extenuante e mais longo. É óbvio que corredores de longas distâncias não têm tempo de parar para uma refeição durante a corrida, pois o estômago deles não toleraria e eles não teriam tempo para isso também. Porém, seus níveis de energia diminuirão cada vez mais durante a prova. Suplementos dietéticos em embalagens práticas e com um valor nutricional alto mostram-se úteis nessas situações. Exemplo: barras energéticas, géis e bebidas para fins energéticos. Pode-se facilmente levar esses produtos para qualquer lugar, pois eles não são pesados demais, não ocupam muito espaço, contêm suprimento de energia por um período mais extenso e são, inclusive, saborosos. É claro que o gosto varia de pessoa para pessoa, por isso que vale a pena experimentar até que se encontre a melhor fórmula e tamanho de embalagem/quantidade que atendem às necessidades e exigências. Os géis energéticos talvez sejam uma das soluções mais práticas e populares, pois contêm carboidratos, aminoácidos e minerais. Além disso, eles fornecem um determinado nível de reposição de fluidos. Eles cabem em um pequeno bolso e pesam apenas algumas gramas.

Por que os géis energéticos são benéficos?

Antigamente, os atletas bebiam apenas água e comiam talvez uma barra de chocolate no meio do caminho nos postos de apoio. No que diz respeito a isso, a situação melhorou muito e há diversos postos de apoio com bastantes itens para os atletas em competições de longas distâncias. Ao mesmo tempo, atletas profissionais nem sempre têm a possibilidade de impulsionar seus níveis de energia onde e quando precisam disso; portanto, eles devem assegurar sua própria reposição de energia. Durante as corridas de hoje em dia, os atletas amadores também conseguem se beneficiar das vantagens dos mesmos nutrientes que os atletas profissionais. Por isso, eles também conseguem o máximo de desempenho.

Um exercício físico de várias horas exige grandes quantidades de energia. Os músculos consomem carboidratos continuamente, os quais são armazenados pelo corpo na forma de glicogênio. Se o nível de glicogênio do corpo cair, é inevitável que o corpo se canse. Se você consumir quantidades adequadas de carboidratos antes da prova, o corpo consegue armazenar glicogênio suficiente por cerca de 90 minutos. Se estiver participando de uma prova mais longa, faz-se necessária a reposição do nível de carboidratos do corpo durante a corrida.

Bebidas esportivas, barras energéticas e géis energéticos são uma ótima alternativa porque contêm cerca de 20 a 30 gramas de carboidratos, cabem no cinto de corrida e podem ser pegos com facilidade durante a atividade esportiva.

Eles contêm nutrientes que podem ser absorvidos com rapidez, dando um rápido estímulo aos atletas. Além disso, eles repõem importantes micronutrientes perdidos por causa da transpiração.

Bastidores: quando e como

O momento da ingestão do gel energético depende principalmente de você e do seu corpo. O corpo de cada corredor processa e digere carboidratos de forma diferente. Alguns podem sentir o estímulo em três minutos e é possível que outros demorem 15 minutos para usufruir dos benefícios do gel energético. Como nossa circulação sanguínea se concentra principalmente na função muscular durante atividades físicas, e não na digestão, o processamento dos nutrientes fica lento e, em alguns casos, pode parar por completo, causando problemas aos atletas, como diarreia ou vômito. É fundamental que não se consuma o gel energético durante o período de exercícios quando você estiver tentando atingir o melhor resultado, mas sim, de preferência, durante o período de descanso desse exercício. Durante treinos anteriores à corrida, reserve tempo suficiente para praticar isso e experimente vários produtos para descobrir o que serve para você e para suas necessidades. Quando os processos digestivos se tornam lentos, é necessário que se tome cuidado com o consumo de géis energéticos e que se evite sobrecarregar o estômago.

O intervalo entre dois géis energéticos deve ser de aproximadamente 45 a 60 minutos. Não se recomenda a ingestão mais frequente de açúcar. Alterne entre géis de cafeína e géis sem cafeína para evitar sobrecarga do corpo com essa substância.

Os géis energéticos são apresentados em várias formas: alguns são mais espessos, alguns são mais diluídos, alguns têm um sabor mais marcante e outros são mais neutros. Eles estão disponíveis em vários sabores e com ou sem cafeína. Vale a pena testar vários produtos antes da prova oficial para evitar problemas posteriores.

Uma regra de ouro: nunca teste um gel energético durante uma corrida! Se houver menos sangue no estômago, isso pode resultar em irritação do sistema digestório e, como consequência, redução do nível de tolerância. Durante treinos na fase de preparação, você pode treinar o corpo para auxiliar sua atividade física e para que seu corpo possa também fazer digestão no decorrer da corrida. Além disso, você pode repor os nutrientes ausentes durante o exercício físico.

Sempre beba água ao usar géis energéticos, evite o uso de géis energéticos sozinhos ou combiná-los com uma bebida esportiva. Dessa forma, o sistema digestório pode processar os géis energéticos com muito mais facilidade e os nutrientes podem chegar à corrente sanguínea com muito mais rapidez.

Não se recomenda a combinação de géis energéticos e bebidas esportivas, pois existe um risco de que, por causa das duas fontes de nutrientes, o corpo absorva açúcar em demasia, o que é complicado para o corpo tolerar.

Tipos de géis energéticos-BioTechUSA

Tipos de géis energéticos: saiba qual é o melhor para você

Existem diversos géis energéticos disponíveis com uma variedade de fórmulas, mas diferenciamos dois tipos fundamentais de géis energéticos. Um dos tipos contém a combinação de glicose e frutose em uma proporção de 2:1. A glicose tem um alto índice glicêmico, o que significa que ela é absorvida e energiza o corpo com extrema rapidez. A frutose tem um índice glicêmico menor e é absorvida mais lentamente. Além disso, ela fornece energia ao corpo por um tempo mais longo. A combinação das duas é uma excelente solução para um atleta de resistência durante um exercício longo e extenuante.

Géis de cafeína são outro tipo de géis energéticos. Cafeína é um estimulante permitido, que melhora o desempenho, mas seu impacto realmente depende do indivíduo. Alguns usuários gostam e podem sentir o impacto da cafeína no corpo, ao passo que outros preferem evitar, pois ela acelera demais o metabolismo. Existem ainda aqueles que não sentem absolutamente nada ao ingerir cafeína. Pelo fato de a cafeína ter um impacto diurético leve, os usuários precisam tomar cuidado para evitar desidratação. Pessoas que bebem muito café durante o dia parecem não sentir o impacto adicional durante a atividade esportiva, mas aquelas que não estão acostumadas à cafeína podem conseguir um estímulo mais intenso.

Os géis podem ser diferenciados com base na presença ou não de aminoácidos, que protegem o sistema muscular. Eles podem conter também outros minerais e eletrólitos, que têm que ser repostos quando o corpo está transpirando bastante.

Ao escolher um gel energético, sempre verifique a fórmula dele, ou seja, quais nutrientes estão incluídos no produto em si e se há algum nutriente que seu corpo não tenha tolerância. Verifique também se há algum ingrediente que você não tolere ou talvez um sabor que você não goste.

Géis energéticos da BioTechUSAGéis energéticos da BioTechUSA

A linha de produtos da BioTechUSA oferece três géis energéticos para atletas de resistência.

1. Gel energético

O gel energético está disponível nos sabores de laranja e pêssego. O produto contém matriz de carboidrato TriCARB, que é uma mistura de carboidratos com três componentes. O produto contém ácidos graxos MCT também. Isso é mais complexo do que os carboidratos e oferece uma fonte de ácidos graxos com um impacto energizante. O gel energético garante também a reposição de taurina e L-carnitina, juntamente com a reposição de vitaminas e minerais extremamente importantes, perdidos durante a transpiração. Devido ao seu teor de vitamina B6, o gel pode ser absorvido facilmente pelo corpo, a L-carnitina consegue converter em energia as gorduras reservas liberadas, estimulando e dando suporte assim à atividade esportiva de longa duração. Graças à prática embalagem que pode ser fechada novamente, os usuários não precisam, por causa disso, consumir todo o conteúdo de uma vez. Após utilizar o produto, recomenda-se a ingestão de um pouco de água também. Uma porção contém 18 gramas de carboidratos.

2. Energy Gel PRO

Projetado para atletas de resistência, o Energy Gel PRO repõe a energia perdida durante exercício extenuante com macronutrientes de baixa e alta complexidade. Contém matriz de carboidratos triCARB e ácidos graxos MCT. Além disso, repõe taurina, L-carnitina, além de vitaminas e minerais de extrema importância. Disponível nos sabores laranja e limão, contendo 20 gramas de carboidrato por porção.  Durante exercício extenuante, recomenda-se uma porção de Energy Gel PRO a cada 30 a 45 minutos. Por causa do seu teor de magnésio, câimbras podem ser evitadas e o teor de arginina ajuda com um fluxo mais eficiente de nutrientes.

3. Gel de recuperação

Projetado para atletas de resistência, o gel de recuperação ajuda a repor a energia perdida durante exercício extenuante e dá suporte ao crescimento muscular e manutenção muscular com proteínas do soro do leite (whey proteins) de alta absorção. É formulado com matriz de carboidratos TriCARB responsável por entregar energia instantânea ao corpo. A fórmula contém também aminoácidos de extrema importância, como BCAAs, L-glutamina e L-lisina. Além disso, o gel de recuperação contém vitaminas e minerais perdidos através da transpiração.

Consideração geral sobre os géis energéticos

Durante atividades esportivas longas e extenuantes, quando não há tempo para parar e ter uma refeição sólida e depois esperar o corpo iniciar a digestão da refeição e continuar o trabalho, os géis energéticos desenvolvidos especificamente para essa finalidade podem ser uma ótima alternativa. Os géis energéticos contêm nutrientes em alta concentração e em uma forma rapidamente absorvível, que são exigidos tanto por atletas amadores quanto professionais. Os géis energéticos protegem atletas contra a fome, cansaço precoce, desidratação, esgotamento e queda de desempenho. Ao mesmo tempo, os atletas precisam garantir que não sejam absorvidos nutrientes demais pelo corpo, pois isso pode resultar em queda da qualidade da digestão, resultando em problemas.

Recomendamos que você teste com antecedência as fontes de nutrientes a serem utilizadas durante a prova oficial para ver como seu corpo tolera os nutrientes, se você gosta do sabor e como o desempenho melhora por causa dos produtos!


O que melhorarias neste artigo?




O conteúdo podia ser...





Cancelar

GOSTAS DESTE ARTIGO?